Viagem de carro entre Portugal e Espanha

13 fev 2017

Em janeiro aproveitamos que a mãe e irmã da Rachel vieram nos visitar aqui em Portugal e resolvemos fazer uma roadtrip, ou seja, uma viagem de carro entre Portugal e Espanha. Foram dez dias entre os dois países e 4.100 quilômetros rodados! Foi uma experiência bem legal até porque nós não temos o costume de viajar de carro.

Vamos compartilhar tudo que aprendemos e vivemos nesses dez dias. Achamos que compartilhar por tópicos facilita a leitura. Espero que as dicas sejam práticas e ajudem vocês na sua primeira ou próxima viagem de carro entre Portugal e Espanha! 😉

  • Aluguel do carro

Nosso primeiro passo foi alugar um carro. Como já relatamos no post “Como alugar carro na Europa” fizemos nossa reserva com a RentCars. Resolvemos pegar um carro maior já que fomos em quatro pessoas e cinco malas. E foi um acerto. Recomendamos para famílias. O tamanho foi exato e pudemos viajar com algum conforto. 

A categoria de carro que pegamos foi “Ford Focus SW ou similar”, com a Keddy, que na verdade é a Europcar. Pagamos, no total, 800 reais por 20 dias de carro. E nessa tarifa estava incluído o seguro e km livre. Já alugamos carro algumas vezes com eles e nunca tivemos nenhum problema. Sempre tudo bem tranquilo e fácil. 

viagem de carro entre Portugal e Espanha

Nosso carro

 

  • Roteiro

Esse, sem dúvidas, foi o item mais difícil. Desde a primeira vez que discutimos o assunto, até um dia antes de começarmos a viagem, mudamos de plano várias vezes. Foram muitas rotas planejadas mas no fim nosso roteiro ficou assim: 

Dia 1: Coimbra – ÉvoraSevilha 

Dia 2: SevilhaTarifa 

Dia 3: TarifaGranada

Dia 4: Granada – Toledo

Dia 5: Toledo – Madrid

Dia 6: Madrid 

Dia 7: Madrid 

Dia 8: Madrid – Salamanca – Guarda

Dia 9: Guarda – Porto

Dia 10: Porto

Dia 11: Porto – Coimbra 

(Conforme formos publicando os posts vamos colocando os links nos nomes da cidade.)

O roteiro foi puxado principalmente nos primeiros dias. O ideal era ter tido mais uns 2/3 dias. Acrescentaríamos um dia em Tarifa, sem dúvida, porque foi a cidade que usamos como base para fazer o bate e volta até Tânger, no Marrocos. Esse passeio foi cansativo e o trajeto até Granada foi longo. O ideal era ter dormido duas noites na cidade. E se pudesse acrescentar uma noite em Sevilha também seria melhor. Aí diríamos que seria o roteiro quase perfeito. 

viagem de carro entre Portugal e Espanha

Alguns dos guias que levamos para irmos lendo

  • Pedágios

Em Portugal a maioria dos pedágios funciona no esquema de pagamento por quilometragem. Você retira um ticket quando entra na rodovia e paga na saída da estrada. Com isso você acaba pagando uma vez só. Na Espanha a quantidade de pedágios é bem menor, mas o pagamento costuma ser picado, ou seja, você paga cada vez que passa por uma praça de pedágio. Em ambos os países aceitavam dinheiro e cartão nos pedágios. 

Algumas estradas portuguesas têm pedágios de baixo valor (de 0,50/0,75 euros, no máximo). Neste caso não há cabine manual, apenas eletrônica, e quando você vê, já era. Quando devolvemos o carro soubemos que tínhamos 3 dias úteis após passar neles para ir a uma loja da CTT, os Correios daqui, e pagar esses pedágios. Para isso, é preciso a placa do carro. Nós chegamos a tentar ver, mas os três dias úteis já tinham passado. Nos explicaram que essa cobrança vai vir pelos correios com uma multa simbólica, de cerca de três euros. Até agora nada chegou para nós. Quando chegar, atualizamos aqui.

Se você quiser evitar essa ida aos Correios ou pagamento de multa, descobrimos que é possível comprar nas lojas da CTT o Via Verde Anônimo. Ele é pré-pago, ou seja, você carrega com tantos euros quanto quiser (preferencialmente quando alugar o carro, porque os créditos têm prazo para serem utilizados), e o valor do pedágio será debitado de seus créditos. O aparelho custa 30 euros.

Uma atenção especial quando chegar aos pedágios. Se você passar nas faixas exclusivas para quem tem o Via Verde (uma espécie de Via Fácil aí do Brasil), poderá ser multado. Escolha a cabine conforme o meio de pagamento. Algumas cabines só aceitam cartão e outras permitem o pagamento em espécie e dão troco.

No total gastamos 73,65 euros em pedágios na viagem de carro entre Portugal e Espanha.

  • Multas

Infelizmente nós não saimos ilesos a elas… hehe!! Que a gente saiba, levamos uma em Madrid. E foi daquelas bem bobas, sabe? Estacionamos o carro em uma zona paga. Fomos pagar/pegar o ticket e na hora que colocamos as moedas, a máquina perguntava qual era a cor da zona que estávamos. Como o mapa que estava na máquina era impresso em tons de azul, o Luciano pensou que a zona era azul. Não percebemos que no chão havia uma faixa verde. Quando voltamos para pegar o carro lá estava uma multa no painel. Erramos a cor da zona. Estávamos na zona verde. A multa era de 60 euros, mas caso a gente não recorresse tinha um desconto de 50%. Nós procuramos saber como pagá-la mas não achamos muita informação sobre isso. Na locadora nos disseram que essa multa também vai chegar em casa. Estamos esperando. A irmã da Rachel, em outra oportunidade, levou uma multa na Bélgica e realmente foi notificada pelos correios e fez o pagamento com o cartão de crédito. Assim que tivermos mais informações atualizaremos o post.

468x60_reload-V2

  • Estacionamentos

Nós não precisamos utilizar muitos estacionamentos. Em regra nós pegávamos hotéis com estacionamento grátis e deixávamos o carro parado o dia todo. Andamos pelas cidades de transporte público. Em Madrid, nosso hotel não tinha estacionamento então tivemos que achar um desses estacionamentos públicos. Nos custou 30 euros por dia. Não tinha como deixá-lo na rua porque eram zonas pagas e seria necessário trocar o ticket do carro a cada duas horas, o que para nós era inviável. O jeito foi pagar e deixá-lo quietinho lá.

No Porto o nosso hotel tinha estacionamento mas estava lotado. O hotel tinha convênio com um estacionamento público e pagamos 8 euros por dia.

  • Postos de Gasolina 

Diferente do Brasil, em ambos os países quem abaste o carro é você, não há frentista. Normalmente se paga adiantado e para isso você precisa, antes de começar a abastecer, pedir para a liberar a bomba. Para isso é só ir à loja de conveniência e pagar para o caixa o valor desejado. 

Quando abastecemos no trajeto entre Tarifa e Granada, queríamos completar o tanque do carro. Para isso, foi preciso estimar um valor. Fizemos uma conta simples de 10 euros para cada e passamos 40 euros no cartão. Depois da bomba liberada, começamos a abastecer mas quando deu 34 euros a bomba parou.  Forçamos um pouco e chegamos aos 35 euros. Como tínhamos pago 40, o atendente nos devolveu 5 euros, em dinheiro.

Em dez noites e onze dias, gastamos 196,58 euros em gasolina. Vale ressaltar que a gasolina na Espanha é mais em conta. O litro na Espanha custa em média 1,22 euros e em Portugal, 1,49 euros. No fim das contas essa diferença de 27 no litro impacta o orçamento da viagem. 

Em Portugal, de modo geral, há postos de gasolina a cada 40km. Além disso, há lojinhas de conveniência e banheiros. São bem sinalizados e de fácil acesso. Já na Espanha, há alguns postos que são “fora” da rodovia. É preciso pegar uma saída e entrar em uma cidade. E nem sempre os banheiros são gratuitos. Alguns são dentro das lojas de conveniência e a utilização só é permitido caso consuma alguma coisa. 

Não vimos muita variação no preço da gasolina na cidade e na estrada. E em todos eles o cartão de crédito era aceito. 

viagem de carro entre Portugal e Espanha

E da-lhe GoogleMaps

Em resumo tudo ocorreu bem! Não tivemos nenhum tipo de problema mecânico ou acidentes. Graças a Deus. Nós gostamos muito especialmente de Sevilha e da ida ao Marrocos. Claro que todas as outras cidades possuem seu charme mas essas conquistaram nosso coração. Nos próximos dias vamos compartilhar os hotéis e o roteiro com mais calma. Fiquem ligados! 🙂

E vocês? Tem alguma dica ou dúvida para uma viagem de carro entre Portugal e Espanha? Compartilhe conosco aqui nos comentários!



Banner 728x90

Publicado por Rachel e Luciano Guedes

Somos um casal apaixonado por viagens e que compartilha relatos e dicas voltados, não exclusivamente, para programas românticos. Todas as nossas dicas são baseadas em nossas experiências.

Siga
Snapchat
viagemadois

comentários

  1. Eder M Corvalao
    19 fev 2017

    boa noite, otimas dicas .. agradeço. Uma pergunta.. como fizeram o trajeto de Evora a Sevilha ? qual percusso alguma sugestão de parada interessante neste trecho.. ou de local para alimentação.. Obrigado

    • Rachel e Luciano Guedes
      21 fev 2017

      Eder, nós não paramos em nenhum local específico entre Évora e Sevilha não. Fizemos só paradas em postos para esticar as pernas, usar o banheiro e comprar um biscoito. Almoçamos em Évora e jantamos em Sevilha. 🙂

  2. Eder
    09 mar 2017

    Segui diversas dicas de vcs, e tivemos uma otima viagem de carro entre Sevilha e Lisboa. Gostaria de deixar a sugestão para quem gosta de história cidade de Jerez de los Caballeros … Ultimo ponto de resistencia dos cavaleiros Templários… castelos e igrejas dos templários… Muito bem preservado… gostei!

    • Rachel e Luciano Guedes
      09 mar 2017

      Oi, Eder! Que legal receber seu feedback! Ficamos felizes que aproveitou as dicas! E obrigada por compartilhar a dica da cidade. Em uma próxima faremos a parada em Jerez de los Caballeros sim! Achamos super interessante! =)

  3. Paula
    01 maio 2017

    Amei as dicas!!! Já conheço algumas cidades da Espanha e a que mais gostei também foi Sevilha…. Este ano pretendo ir a Portugal e depois ir até lá, Pr mim as informações foram extremamente úteis!!

    • Rachel e Luciano Guedes
      02 maio 2017

      Oi, Paula! Que bom que as informações foram úteis. E Sevilha é apaixonante, né? Já queremos voltar! 🙂

  4. kiko
    18 maio 2017

    duas perguntas…vc alugou o carro por 800 reais? no meu simulado deu 3800 reais o mesmo veiculo por 15 dias…e vc saberia dizer se vale a pena ir de portugal para espanha por trem?

    • Rachel e Luciano Guedes
      19 maio 2017

      Oi, Kiko. Para qual período você está pesquisando? Nós pegamos em baixa temporada, até setembro os preços devem estar mais altos mesmo. Uma sugestão é ordenar sempre a pesquisa do carro pelos preços. Quanto ao trem nós nunca utilizamos. Mas de Coimbra para Madrid, por exemplo, o trem noturno custa uns 70 euros por pessoa. Se pesquisar, tem avião por esse valor. Abs

  5. Nathalia
    25 maio 2017

    Olá! Vou aproveitar o seu roteiro, 🙂
    Poderia tirar uma dúvida, como funciona para atravessar fronteiras de países com carro alugado na Europa? Obrigada!

    • Rachel e Luciano Guedes
      25 maio 2017

      Oi, Nathalia. Você só precisa avisar a empresa com quem alugar o carro. De resto não tem nada demais. É como se tivesse trocando de estado ou cidade. 🙂

  6. André Castanheira
    19 jun 2017

    Olá viajantes. Suas dicas me encheram de coragem para ir de carro, eu e minha esposa, de Lisboa a Alicante, 913km. Meu medo é porque sempre viajei de avião e não tenho experiência nas estradas da Europa.

    Com suas dicas de cartão pré pago dos pedágios e chip para google maps, acho que dá.

    Para mim que não tenho experiência nesse tipo de viajem, o que é mais importante observar?

    Obrigado e parabéns.

    • Rachel e Luciano Guedes
      22 jun 2017

      Oi, André! Que bom que curtiu o post! 🙂 Olha, em Portugal e Espanha são ótimos países para você começar. Você não terá problemas com placas ou comunicação. Eu diria para você ficar mais ligado nas portagens (pedágios) e lugares onde estaciona. Sempre verificar se é permitido, se é uma zona de pagamento etc. Esses são os itens mais “chatos”. De resto, você tira de letra! Tudo bem fácil e igual ao Brasil! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *