Roteiro de um dia em Coimbra (com mapa)

11 ago 2017

Depois de dez meses morando aqui acreditamos já ter uma certa “autoridade” para falar um pouco mais da cidade. Já falamos no post ‘Porque Coimbra merece mais que um bate e volta” alguns dos motivos para que você fique mais tempo na cidade. Mas se você ainda assim não quiser ou puder ficar mais, selecionamos as principais atrações e fizemos um roteiro de um dia em Coimbra. 🙂

A maioria das pessoas chega a Coimbra de trem. Há duas estações na cidade: Coimbra e Coimbra-B. Coimbra-B é onde os trens vindo do Porto e Lisboa param. Fica um pouco mais longe do centro mas você pode pegar outro trem gratuitamente para fazer o trecho até a estação Coimbra. O percurso dura menos de 5 minutos. É só você ficar de olho nos monitores para se dirigir à plataforma correta. Já se você estiver vindo em um trem regional ou suburbano, por exemplo, o trem já para na Estação Coimbra. E aí você já estará no centro da cidade.

Veja o post “Como andar de trem em Portugal“.

Claro que você também tem a opção de pegar um táxi. Há pontos na saída de ambas as estações. Caso venha de ônibus, você chegará na rodoviária. E o melhor jeito de sair de lá é de táxi (também há ponto na saída), andando até a baixa ou pegando um ônibus (28 ou 103) que já vai te deixar no primeiro ponto do nosso roteiro, que é a Universidade.

Nós sugerimos começar pelo alto para evitar o esforço de subir a ladeira e também para  aproveitar a descida e ir parando em outras atrações. Há quatro formas de você chegar da Portagem (centro – onde fica a estação Coimbra) até a Universidade: ônibus 103, que tem ponto em frente à saída lateral da estação Coimbra,  ou o nº 28, que para em frente à Rodoviária (passagem custa 1,60 euros se paga diretamente ao motorista; de táxi (vai dar cerca de 5-6 euros); a pé (e aí você tem várias opções) ou você pode andar até o Mercado Público e pegar o elevador, que tem o custo 1,60 euros por pessoa. Nós já fizemos todas as opções e achamos que a do elevador é a mais interessante. Curtimos bastante.

Para que você consiga cumprir todo o roteiro, recomendamos que comece cedo. Selecionamos as principais atrações da cidade e para conseguir ver tudo com calma é necessário bastante tempo.

A Universidade de Coimbra é a principal atração da cidade. Ela é a mais antiga de Portugal e uma das antigas do mundo! Foi fundada em 1290 e até hoje está em pleno vapor. Há diversos tipos de ingressos e lugares para visitar. A Biblioteca Joanina é considerada uma das mais bonitas do mundo e até já foi inspiração para cenários de filme como o recente “A Bela e a Fera”. A Capela de São Miguel é linda e também imperdível. A Sala dos Capelos é o local onde ocorrem as defesas do doutorado. É muito linda. Para quem vem na primavera e no verão a Torre da Universidade (mais conhecida como Cabra) está aberta e é possível subir seus 184 degraus.

roteiro de um dia em Coimbra

Vista de cima da torre

Saindo da Universidade, você pode ir até a Sé Nova, uma igreja construída no século XIX para atender ao Colégio de Jesus e que, posteriormente, tornou-se sede da Diocese de Coimbra. Ali ao lado fica o Museu Machado de Castro, onde você pode ir para visitar o criptopórtico do antigo Fórum, da época em que Coimbra era apenas uma pequena cidade dos extremos do Império Romano.

Nossa sugestão é que você desça pela rua que fica do lado direito do museu até chegar à Sé Velha. A Igreja, construída no século XII, no período em que Portugal ainda estava em formação, tem importância histórica e cultural. É aqui que acontecem as famosas serenatas, com destaque para a que marca a abertura da Semana das Fitas, em que os formandos celebram a conclusão do curso universitário com muita música e bebedeira.

roteiro de um dia em Coimbra

Sé Nova

roteiro de um dia em Coimbra

O famoso Quebra Costas

Desça, então, a famosa Rua do Quebra Costas, que recebe esse nome pelo esforço que demanda de quem a sobe, até chegar à rua Visconde da Luz, a principal rua de comércio da cidade. Aqui é a “Baixa de Coimbra“. Se você tiver um tempo é ótimo passear, olhar as lojinhas com artesanatos e perder-se pelos becos e travessas. Repare a quantidade de itens feitos com cortiça. Além das lojinhas de souvenires aqui estão as principais pastelarias (confeitarias) da cidade. Nós adoramos tomar um cafezinho com pastel de nata no Nata Lisboa ou ir à Briosa comer uma hóstia conventual, doce favorito do Luciano, e um nevado, doce favorito da Rachel.

A nossa sugestão de almoço aqui é o famoso “Zé Manel dos Ossos”. O lugar é bem pequeno e costuma lotar, então chegar cedo é importante caso você não queira ficar na fila. A comida é bem local e saborosa. O carro chefe é a feijoada de javali e os famosos ossos (a costela do porco). Diríamos que os pratos não são muito bonitos mas são deliciosos! Um prato que pedimos sempre é o filé mignon de porco. Para a sobremesa, peça o vomitado sem medo de ser feliz. Se você for lá não esqueça de nos contar! Ah, o local só aceita pagamento em dinheiro!

Depois do almoço. atravessar o rio Mondego pela ponte de Santa Clara é um programa perfeito. Você terá uma vista de todo o centro histórico de Coimbra.

Logo após a ponte, do lado esquerdo, você verá o mosteiro de Santa Clara-a-velha. Com um dia só para Coimbra não recomendamos a visita. Mais à frente você verá Portugal dos Pequenitos, um excelente programa para o caso de estar viajando com crianças. Trata-se de um parque onde os principais monumentos portugueses foram replicados em uma escala que permita às crianças descobrir detalhes das construções e brincar dentro delas.

Se você estiver em uma viagem só de adultos, sugerimos que escolha entre a visita ao Mosteiro de Santa Clara-a-nova ou à Quinta das Lágrimas. O mosteiro foi construído no século XVII e abriga a Igreja da Santa Rainha Isabel, uma das santas mais populares de Portugal e padroeira de Coimbra. Seu corpo está sepultado atrás do altar. A Igreja é belíssima, rica em ouro e detalhes. A Quinta das Lágrimas é um cenário mais profano, lugar em que o casal Pedro e sua amante Inês se encontravam.

roteiro de um dia em Coimbra

Mosteiro de Santa Clara-a-nova

roteiro de um dia em Coimbra

Quinta das Lágrimas

Fizemos um mapa com o roteiro de um dia em Coimbra sugeridos por nós! Colocamos todas as atrações que citamos no post. Há três cores no mapa. As atrações roxas são as essenciais, que recomendamos que você visite. Já as atrações em azul são as que gostamos, mas que em um dia não dá tempo de fazer. E as atrações em vermelho são os restaurantes/pastelarias.

Muitas atrações ficaram de fora. O Museu Machado de Castro, por exemplo, para além do criptopórtico conta com um excelente acervo de arte sacra portuguesa. Há diversos parques na cidade, como o Jardim Botânico, Parque Verde do Mondego, o Jardim da Sereia, Mosteiro de Santa Cruz etc. Mas esperamos que esse roteiro de um dia em Coimbra seja útil e te ajude a conhecer a cidade um pouco melhor! Em breve teremos outro post com um roteiro de dois dias para aqueles que quiserem e puderem dormir uma noite pela cidade. E vai pela gente, vale a pena! 🙂



Booking.com

Publicado por Rachel e Luciano Guedes

Somos um casal apaixonado por viagens e que compartilha relatos e dicas voltados, não exclusivamente, para programas românticos. Todas as nossas dicas são baseadas em nossas experiências.

Siga
Snapchat
viagemadois
Tags:

Veja também:

comentários

  1. Sergio Camara Lima
    12 ago 2017

    Boas dicas
    Parabéns

    • Rachel e Luciano Guedes
      07 set 2017

      Obrigado! 🙂

    • Rachel e Luciano Guedes
      06 set 2017

      Ebaaa! Obrigada, Natalie! 🙂

  2. Concordo totalmente que Coimbra merece mais do que um bate-volta. É uma cidade fantástica, cheia de história e, sendo pequena dá para fazer quase tudo a pé – é a melhor forma de conhece a cidade. Se me permitem a dica para os seus leitores, eu diria que Coimbra é menos interessante se for visitada nos meses de verão (principalmente em agosto), quando perde a sua alma estudantil. Grande abraço e boas viagens.

    • Rachel e Luciano Guedes
      06 set 2017

      Muito bem lembrado, Filipe! Realmente não há os estudantes como nos outros meses e isso faz muita diferente no clima da cidade! Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *