De trem pela Itália

01 ago 2012

Nosso blog está crescendo e, por isso, precisamos de colaboradores. É uma garantia de que poderemos falar de viagens a partir de diferentes experiências e pontos de vista, além de dar mais regularidade às postagens.

O post de hoje foi escrito pela nossa amiga Cristiane Pouey. A Cris é gaúcha de Pelotas e ama viajar. Nesta primeira participação ela compartilha conosco informações sobre viagens ferroviárias pela Itália. Boa leitura!

ESAV

Andar de trem pela Itália é bastante fácil, prático e, se você comprar com antecedência, pode ser bem barato.  Estive lá e usei bastante a Trenitalia mas sei que algumas cidades não são atendidos por ela, como Sorrento e Pompéia, ambas no sul da Itália. Aí a sugestão é pegar um trem até Nápoles e de lá, pela empresa Circumvesuviana chegar a Sorrento ou Pompéia, por exemplo. No meu caso, chegando em Nápoles aluguei um carro para passear pela Costa Amalfitana e Pompéia, o que foi bem tranquilo.

No site www.trenitalia.com você faz um cadastro prévio e adquire suas passagens tranquilamente (se você vai apenas pesquisar os horários dos trens, não precisa fazer o cadastro). No site da empresa basta escolher se você vai de primeira ou segunda classe e qual o tipo de trem que você vai pegar: o normal ou o trem rápido. Usei sempre a segunda classe e foi bem tranquilo, a maioria das pessoas utiliza a segunda classe mesmo. No trem tem banheiro, internet wi-fi, tomada para você carregar seus eletrônicos e uma mesa para um lanchinho. Nos trens rápidos vi que tem sempre um bar no vagão que separa a primeira da segunda classe. Comprei apenas uma água e o preço foi bem razoável, 1,60 euros. Geralmente os assentos são de frente uns pros outros, assim: ficam duas pessoas, uma mesinha separando e mais duas pessoas de frente para as primeiras. No site você não escolhe os assentos, mas ele marca de forma que quem está comprando junto sente junto. Li que é possível informar o assento de alguém que comprou antes o bilhete e pedir pra marcar o assento perto, tudo pelo site, mas não usei o serviço e não sei como funciona.

Outra opção é comprar a passagem de trem na hora, mas só aconselho se já estiverem esgotadas as passagens com preço promocional e se você não vai viajar num horário e trecho concorridos. Passagem com preço promocional é aquela que você compra com antecedência e lhe garante um desconto de mais de 50%, dependendo do caso. Comprei passagens na alta temporada com duas semanas de antecedência e consegui garantir o desconto. Para você ter ideia, o trecho Roma – Napoles que custa 43 euros, comprando antecipado na tarifa promocional custou apenas 19 euros, no trem rápido. Basta fazer a compra pelo site que ele vai indicar se ainda existe ou não passagens com preço reduzido. Outro problema de deixar pra comprar na hora é esgotar os assentos. Tive uma péssima experiência no mesmo trecho (Roma – Nápoles), na mesma viagem: eu estava com duas amigas e tínhamos mais duas noites em Roma antes de pegar o voo de volta para o Brasil. Como estava um calorão, decidimos ir a Capri, já que não tivemos a oportunidade de conhecer a ilha quando fizemos o passeio pela Costa Amalfitana. Como compramos a passagem de última hora nossos assentos não estavam marcados e, surpresa, tivemos que viajar sentadas no chão, porque não havia lugar disponível para sentar. Não sei se a empresa vendeu mais passagens do que tinha lugares para oferecer, não sei se havia pessoas sem passagem ou com passagens de outros horários ou se as “bolsas” precisavam de lugar. É isso mesmo! Enquanto vagávamos pelo trem atrás de um assento disponível observamos vááááários lugares ocupados pela bagagem das pessoas que, questionadas, diziam que o lugar estava ocupado. Pode ser que as pessoas estivessem no banheiro, ou no vagão-bar, mas não me pareceu que os ocupantes de todos aqueles lugares estivessem passeando pelo trem ao mesmo tempo. Enfim… fica a dica: compre a passagem com antecedência e com lugar marcado. Além de você garantir um lugar para sentar, você com certeza vai pagar pelo menos a metade do preço! Por exemplo, esse dia que viajamos sentadas no chão pagamos 43 euros o trecho por pessoa. Quando comprei antecipado (tarifa superpromocional) pagamos 19 euros o mesmo trecho e, o mais importante, viajamos sentadas!

Com relação ao tipo de trem, eu aconselho sempre o trem rápido. Quando estive por lá viajei com o trem rápido em diversos trechos e é garantia de uma boa experiência. Salvo no caso relatado acima, em que eu tive de viajar sentada no chão do trem, foi muito positivo. E mesmo nesse caso, melhor viajar sentada no chão por uma hora do que precisar aguentar duas horas nessa situação (no caso, o trecho Roma – Nápoles em trem rápido dura 1h10min e em trem Intercity dura cerca de 2h10).

Teve uma vez apenas que peguei o trem Intercity porque no horário nao tinha trem rápido (Freccia). Nossa sorte era que o trem estava vazio, porque apesar dele ser um pouco mais confortável que o trem rápido, o público era um pouco diferente e o estado de conservação (limpeza) do trem não era dos melhores. O cheiro não era nada legal. Como não estava cheio, fomos andando pelos vagões em direção ao final do trem, que estava muito mais vazio e limpo (talvez por ser menos usado, já que antes a empresa vai ocupando os primeiros vagões) e sentamos confortavelmente. O preço do Intercity, na tarifa cheia, é equivalente à metade do preço do trem rápido. Mas, vou insistir! Se você comprar o trem rápido com antecedência vai sair ainda mais barato (tarifa promocional Freccia < tarifa cheia Intercity).

Aí fica aquela grande dúvida: e se eu perder o trem? O Intercity que havíamos comprado nós perdemos e conseguimos trocar, sem custo, no mesmo dia pelo trem seguinte. Tivemos apenas que enfrentar uma pequena fila na estação para trocar os bilhetes. No caso do Freccia, aconteceu o contrário: um dia cheguei mais cedo na estação e estava saindo outro trem para o mesmo destino. Antes de entrar, perguntei ao fiscal e ele disse que eu poderia usar o mesmo bilhete e embarcar no trem, já que era mesmo trecho e mesmo tipo. Mas não sei se foi uma gentileza do fiscal ou se pode fazer isso mesmo. Fato que naquele trem não passou fiscal conferindo as passagens, mas foi a única vez que viajei pela Trenitalia que não teve um fiscal conferindo o ticket do pessoal. E seja comprando pela internet, seja comprando no guichê ou nas maquininhas que têm na estacoes, seja o Freccia ou o Intercity, não precisa validar o bilhete antes e entrar no trem, basta estar com ele. Caso compre pela internet, vi pessoas usando o iPhone para mostrar ao fiscal o bilhete. Eu imprimi os meus, mas cuidado, porque no meu caso não recebi o e-mail confirmando a compra, então entrei no site da Trenitalia, no “meu cadastro”, “minhas viagens” e ali abri um arquivo no formato pdf e imprimi. Alguns amigos não imprimiram esse arquivo (imprimiram apenas a página de confirmação de compra) e isso causou um desconforto quando o fiscal passou, porque não era o papel certo. O fiscal tem como conferir pelo nome do passageiro se está tudo ok, mas aí você depende da boa vontade do fiscal. Também li em alguns blogs relatos de pessoas que não conseguiram comprar passagens no site da Trenitalia com cartões de crédito emitidos no Brasil, mas eu não tive problemas. Sei que existe ainda uma terceira e mais barata opção de trem, mas não usei esse serviço, então não posso opinar. Por fim, quero dizer que se você já está com o bilhete comprado, não adianta chegar antes de 15 minutos do horário marcado para a saída do trem. Isso porque eles avisam a plataforma de onde o trem sairá cerca de 15 minutos antes da partida. E não se assuste se o trem atrasar. Não é comum, mas acontece.

 

Foto: http://www.amantesdaferrovia.com.br/photo/trenitalia-1?xg_source=activity



______

Nos siga no Twitter: @blogviagemadois

Instagram: @blogviagemadois

Facebook: https://www.facebook.com/ViagemADois

E assine nossa newsletter aqui.

Publicado por Cristiane Pouey

Cristiane Cantarelli Pouey tem 32 anos e é advogada pública federal. Começou suas viagens internacionais por Cuba, seguida de República Tcheca, Croácia e Hungria, para só depois conhecer clássicos como Estados Unidos e Itália. Gosta de destinos alternativos e de viajar por conta própria. Já conhece 17 países e está se esforçando para aumentar este número.

Siga
Snapchat
viagemadois

Veja também:

comentários

  1. Parabéns pela iniciativa, estou indo dia 03/05/2013 com minha esposa e um casal, vamos para Roma, Veneza, Toscana, e depois de Siena gostaria de voltar para Milão e passar dois dias lá, penso em ir de trem, mas não estou conseguindo achar passagens, talvez tenha que voltar para Florença e dai para Milão, voces tem alguma dica, depois de MIlão voltamos para Roma e Brasil no dia 20. Obrigado.

    • não sei bem este trecho pq não fui para o Norte da Itália (salvo Verona e Veneza). Pelo que pesquisei não tem trem mesmo direto neste percurso Siena-Milão. Os que encontrei fazem “escala” em Florença. Mas é aquela coisa, não posso afirmar isso com certeza pq só conheço a trenitalia. O que eu vejo o pessoal fazer é ir para a Toscana de carro, para apreciar as paisagens, ainda mais que são quatro pessoas, fica bem bom de dividir. Claro que o carro não alcança os mais de 300km/h do trem(q o trem para veneza para lá), fazer a toscana e aí entao seguir para veneza, e de veneza para siena e enfim siena roma. mas eu teria que calcular tempo de viagem para dizer certo! Espero ter ajudado! Beijos!

  2. Cristiane Marques
    08 maio 2013

    Gostei do assunto, da maneira clara em explicar como foi a experiência, com certeza irei utilizar na minha experiência e virei comentar aqui como foi. Obrigada pelo relato.

    • Rachel e Luciano
      14 maio 2013

      Não deixe de nos contar como foi! =) Boa viagem!

      • Pimentone, quando vc voltar, me dê dicas, pois ano que vem pretendo ir com meu marido a estas cidades com a inclusão de Florenza. Quero dicas de como comprou as passagens de trem.

        • Rachel e Luciano
          22 jul 2013

          Nos conte mesmo Pimentone! Nós vamos em janeiro e em breve faremos um post de como comprar as passagens também. Todas as dicas são válidas, sempre!

  3. Junior
    22 jun 2013

    Olá, achei sensacional o blog!!
    Vou com minha esposa agora em agosto para a Itália. Eu me arrependi de ter comprado a passagem para Milão, pois acho que Roma seria mais interessante para passear e para nos deslocarmos. Mas vocês acham que de trem é fácil ir às cidades turísticas da Itália?? Ou seria mais interessante ir direto ficar em Roma e utilizá-la como “base” para ficar na Itália?

    • Rachel e Luciano
      22 jul 2013

      Junior, nós ainda não fomos a Itália, este post é da nossa colaboradora, mas todos as pessoas que voltam nos dizem que o transporte de trem por lá é muito bom e fácil. Estamos programando nossa primeira ida para janeiro e pretendemos visitar várias cidades de trem. Em cada região a gente escolherá uma cidade como base e faremos o “bate e volta”. Que bom que gostou do blog, volte sempre! =D

  4. Daniela
    03 set 2013

    Olá tudo bem. Estou indo com minha família para a Itália agora em outubro e seguindo suas dicas comprei todas as passagens de trem pelo site da trenitalia com desconto. Minha dúvida é se realmente não preciso validar estes bilhetes antes de entrar nos trens. Em vários sites, li que esta prática é necessária, somente vcs disseram o contrário. Confirmem para mim por favor a informação correta. Obrigada.

    • Rachel e Luciano
      04 set 2013

      Oi Daniela, mandamos sua pergunta para nossa colaboradora. Segue a resposta: “Então achamos que apenas precisa validar o bilhete regional ou aqueles comprados na hora, sem indicação de horário e de data. Naqueles que têm indicação de data e horário e assento, não precisa validar. Pelo que vimos nesses regionais e intercitys você deixa o bilhete em aberto, sem hora e assento marcados, e a validação é exatamente pra marca-los. Mas 100% de certeza, não temos não. Nós usamos sempre sem validar e não tivemos problemas.”

    • Dalva Oliveira
      16 mar 2014

      Daniela, vi que foste para a Itália em set/13, e ficou com a mesma duvida que eu, as passagens compras pelo site, não precisa validar? somente as compradas nas maquinas ou nas estações?
      estou indo em maio e farei varias cidades, e estou na duvida se compro agora ou deixo para comprar tudo lá, o que me sugere?
      Obrigado

  5. Rachel e Luciano
    17 mar 2014

    Dalva, voltamos mês passado de um breve período na Itália. A Trenitalia nos informou que passagens compradas pela internet que tenham indicação de assento e horário não precisam ser validadas. Deixamos para comprar algumas passagens na hora e acabamos pagando mais caro. Nossa recomendação seria de comprar as passagens antecipadamente. Abraços!

  6. Estou indo em maio/2014, adorei as dicas….chegarei em Milao e ainda nao tenho roteiro definidokkkkk
    estou atrasada, né.
    Quero visitar duas cidades Vidor e Crozeta, tem alguma dica como chegar até lá??

    Grata

    • Oi Alda, nós não conhecemos essa cidade. Você já verificou se a TrenItalia atende essas cidades? 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.