Guia completo com todas as dicas de Fernando de Noronha

27 jul 2016

Um dos meus maiores sonhos de viagem sempre foi conhecer Fernando de Noronha, o qual consegui realizar em março de 2014. O primeiro passo no planejamento dessa viagem foi a compra das passagens. Era tão surreal a ideia de viajar para Noronha que realmente só acreditei que ia acontecer depois que estava com as passagens compradas. E lógico que fiquei pulando de felicidade pela casa!!! O próximo passo seria organizar nossos dias por lá. Como aproveitar ao máximo durante 5 dias? Fiquei horas pesquisando sites, blogs, conversando com os poucos amigos (dois para ser exata) que já tinham ido, tentando descobrir quais dos vários passeios valeriam a pena e quais não…enfim, no final o resultado foi ótimo, tivemos dias verdadeiramente mágicos em Noronha! Decidi escrever esse guia bem completo, com bastante dicas de Fernando de Noronha para ajudar a todos que sonham em conhecer esse paraíso!

Compra das passagens: O preço normal das passagens Rio-Noronha gira em torno de R$2000,00 por pessoa. Eu fiquei várias semanas pesquisando até que um belo dia a Gol anunciou promoção por todo Brasil. Decidimos comprar RioxRecife (ida e volta) e RecifexNoronha (ida e volta). Todas as passagens saíram por R$800,00 por pessoa!!! E de quebra, conhecemos Recife e Porto de Galinhas também. Portanto, fique de olho nas promoções, apesar de ser menos constantes para Fernando de Noronha, elas existem e podem ser uma excelente oportunidade. Indico o Melhores Destinos para acompanhar essas promoções.

Dicas de Fernando de Noronha

Pôr do sol no Boldró

Pousadas: A maioria das pousadas ficam na Vila dos Remédios ou Vila do Trinta. A Vila dos Remédios é o centrinho de Noronha. Nós ficamos na Vila do Trinta e foi SUPER tranquilo andar até a Remédios. Algumas pousadas se concentram também na Vila do Boldró, Porto e Sueste. As pousadas mais renomadas são: Pousada Maravilha e Pousada Zé Maria. O preço da estadia no geral é carinho. A diária da pousada que ficamos, Ares de Noronha, foi quase R$300,00 por um quarto BEM simples. Então, se você quer economizar um pouco, a Vila do Trinta pode ser uma ótima escolha! Preços mais amigos e com boa localização, a 5 minutos da Vila dos Remédios.

Transporte: Muitos alugam bugre, mas nós achamos desnecessário. A ilha é pequena. A estrada principal que liga uma ponta à outra, BR-363, tem somente 7km. Existe uma linha de ônibus que percorre esse trecho o dia todo, o ônibus passa de meia em meia hora. Na época, paguei 1,50 reais por viagem e por pessoa. Nós utilizamos o ônibus e andamos bastante também. Nós conhecemos um outro turista que andou a ilha toda, foi de uma ponta à outra em 1h30min.  Além disso, é comum você dividir táxi. Na primeira noite, saímos do Projeto Tamar e fomos esperar o ônibus. Aí chegaram 2 rapazes e perguntaram se a gente queria dividir um táxi, nós topamos e foi tranquilo.

Taxas: Há 2 taxas importantes a serem pagas para desfrutar de Noronha. Uma é taxa de preservação ambiental cujo valor varia dependendo do seu tempo de estadia na ilha. Nós pagamos essa pelo site oficial de Noronha, mas também pode ser paga na chegada. A segunda é a taxa do Parque Nacional Marinho, que está custando R$89,00 atualmente. Você pode não pagar essa taxa, mas também não terá acesso às melhores praias da ilha.

Segurança: A orientação que recebemos no hotel foi que a ilha é totalmente segura, que a gente poderia andar à vontade, a qualquer hora, inclusive à noite, sem preocupação. Realmente não tivemos qualquer problema com violência, assalto, etc.

Dia da chegada: Os voos da Gol (RecifexNoronha) e Azul (NatalxNoronha) pousam na Ilha em torno de 16h. Você gasta um tempinho passando pelo processo de entrada na ilha, e segue para o hotel. Se você não for uma pessoa muito devagar (hahaha) ainda dá tempo de pegar o pôr-do-sol nas praias que ficam perto da Vila dos Remédios – Praia do Cachorro, do Meio, e Conceição. Nós corremos pra Praia da Conceição (é a maior das três) e conseguimos ter uma vista linda. Depois seguimos para o Projeto Tamar, pois toda noite (exceto segunda) eles oferecem palestras ambientais. Chegamos numa sexta que seria o dia da palestra sobre tubarões, mas infelizmente a pessoa responsável por esse tema estava em Recife e acabamos assistindo uma palestra sobre Tartarugas, que foi bem legal também! Você pode ver mais informações sobre o Projeto e as palestras aqui: Projeto Tamar.

Dicas de Fernando de Noronha

Lucas e o por do sol na Praia da Conceição

Dicas de Fernando de Noronha

Dicas de Fernando de Noronha

Dicas de Fernando de Noronha

Ponta da Praia de Conceição

Praias: As praias, enseadas, baías e etc, são divididas entre o “mar de fora” que se voltam mais para o oceano e o “mar de dentro” que são mais voltadas para o continente. Existem vários sites que listam todas as praias, eu vou citar aqui as que nós aproveitamos mais:

– Mar de fora:

->          Baía do Sueste: Eu simplesmente AMEI essa praia. Geralmente as praias do mar de fora são mais agitadas, mas como Sueste é uma baía, fica uma piscininha. A água NÃO é super cristalina e transparente como outras, mas ela possui uma vida marinha incrível! Nós pagamos R$60,00 por pessoa (em 2014) para um guia dar uma volta de snorkel com a gente e vimos tubarão (sim, nadamos poucos metros acima de um tubarão de 1,5 metro), arraia, tartarugas marinhas grandes (vimos umas 5 ou 6), além de centenas de peixes e outras vidas marinhas. Vários filhotinhos de tubarão ficam nadando na beira dessa praia, ao redor dos banhistas, na maior tranquilidade!!! Foi uma experiência incrível!

 

Dicas de Fernando de Noronha

Baía do Sueste

Dicas de Fernando de Noronha

Filhote de tubarão na beira da praia

->          Praia do Leão: Essa praia é bem agitada e é difícil entrar na água. Quando estivemos lá, não vimos ninguém mergulhando. A praia é bem monitorada por conta da desova de tartarugas, então em alguns horários o acesso não é permitido. Mas vale a pena visitar pela belíssima vista!  

->          Praia do Atalaia: Essa praia é um verdadeiro aquário natural monitorado pelo ICMBio. A visita só pode ser feita em horários de maré baixa e precisa ser agendada na sede do ICMBio (em frente ao Projeto Tamar). Eles te dão um horário específico para entrar na praia e só pode ficar por 30 minutos (agentes no local monitoram). Mascará e snorkel são imprescindíveis. Você pode chegar até a praia pela trilha curta ou trilha longa. A saída da trilha curta é na Vila do Trinta, você caminha 30 minutos até chegar na Atalaia. Não necessita guia. Atenção: li em muitos blogs que é obrigatório guia para trilha curta, isso não é verdade. Já a trilha longa leva cerca de 4 horas, passa por outras piscinas naturais e só pode ser feita com guia.

Dicas de Fernando de Noronha

Escada na Rocha

Dicas de Fernando de Noronha

Praia-Piscina Natural Atalaia

– Mar de dentro: Dizem que as praias do mar de dentro ficam perfeitas, calmíssimas e cristalinas entre setembro e outubro. Nós estivemos lá em março, então as águas estavam muito agitadas, por isso só conseguimos aproveitar mesmo a Praia do Sancho, que estava mais calma por ser uma baía. Nas outras, passeamos, tiramos fotos, vimos alguns surfistas, mas sem mergulho.

->          Praia do Sancho: É conhecida como a mais bonita do Brasil, e realmente é de tirar o fôlego! Para acessar a praia pela terra é necessário descer uma escada por dentro da fenda de uma rocha. Outra opção é passeio de barco. A escada passando pela rocha soa assustadora, mas não é. Eu sou meio claustrofóbica e consegui descer tranquilamente. A praia é linda demais! Foi a água mais cristalina que vimos por lá!

Dicas de Fernando de Noronha

Praia do Sancho

Passeios: O IlhaTur é um dos passeios mais famosos em Noronha. O guia leva o grupo para ter uma visão geral da ilha em 1 dia, parando em vários pontos como Praia do Sancho, Mirante da Baía dos Porcos com vista dos morros Dois Irmãos, pôr-do-sol no Mirante do Boldró, e ele ainda vai contando um pouco da história local. Alguns acham que o passeio é furada, mas nós gostamos bastante. Fizemos esse passeio logo no segundo dia que estávamos lá, e nos dias seguintes retornarmos com calma nos lugares que mais gostamos. O passeio de barco pelo mar de dentro é excelente! Os barcos passam pela baía dos golfinhos e é quase sempre certo que você verá golfinhos nadando ao lado da embarcação! Você pode estender o passeio de barco pagando pela opção de almoçar a bordo e “brincar” no aquasub (você segura uma pranchinha e é puxado pelo barco). Nós não pagamos por esse “extra”, e a galera que pagou disse depois que não valeu muito a pena. Fazer algum tipo de mergulho é essencial! Nós fizemos só de snorkel e já foi maravilhoso, mas para quem tiver a oportunidade de fazer o mergulho de cilindro, deve ser sensacional!

Dicas de Fernando de Noronha

Golfinho acompanhando o barco

Dicas de Fernando de Noronha

Capela de São Pedro

Onde comer: O Varanda e Cheiro Verde são dois ótimos restaurantes de preço médio. O Empório São Miguel é um bom local de massas e preço baixo. A pizzaria Na Moita foi a favorita na ilha, o ambiente é super romântico! Pra quem procura um ambiente no esquema barzinho, night, música ao vivo, vá ao Bar do Cachorro. Lá é o point, você vê do mais simples turista até famosos. Uma colega conheceu o Rodrigo Santoro nesse bar.

Em resumo, nosso roteiro ficou assim:

Sexta: Chegada; Pôr do Sol na Praia do Conceição; Palestra no Projeto Tamar; Jantar no Empório São Miguel

Sábado: IlhaTur com almoço no Cheiro Verde

Domingo: Passeio de barco; Passeio pela Vila dos Remédios + Forte Nossa Sra dos Remédios (por conta própria); Jantar no Varanda

Segunda: Passamos o dia no Sueste, onde vimos o trabalho do Projeto Tamar com tartarugas na praia e fizemos snorkel com um guia.

Terça: Trilha para a Praia do Atalaia; Passeio pela região do porto, museu do Tubarão, Capela de São Pedro (por conta própria); Jantar na pizzaria Na Moita.

Quarta: Uma última voltinha nas praias do Cachorro, Meio, Conceição, que ficam nos arredores da vila, e partida!

Ainda ficou alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários ou compartilhe suas dicas de Fernando de Noronha com a gente! É só comentar aqui embaixo! 😉



Booking.com



Banner 10

Publicado por Sarah Monteiro

Sarah tem 29 anos, é Administradora, mas atualmente se dedica em cuidar do Pedro, seu primeiro filho. Desde 2015 mora nos Estados Unidos por uma transferência de trabalho do seu marido Lucas. O casal, que sempre amou viajar, está aproveitando para conhecer melhor o país. Eles mantêm um blog onde contam mais sobre a vida em Kansas City e as viagens que fazem com o Pedro, que já se tornou um pequeno viajante.

Siga
Snapchat
viagemadois

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.