Club Med Itaparica – Review

30 abr 2015

O ClubMed Itaparica é uma página importante da história da família da Rachel. Em meados de 1985, antes dela nascer, a família partiu do Rio de Janeiro, de carro, rumo a Bahia para passar uma semana no recém inaugurado resort. A viagem marcou a família e até hoje ouvimos as histórias daqueles dias.

Em meados de janeiro o Zarpo (não conhece? Acesse aqui!) colocou no ar uma promoção de pacotes de hospedagem no famoso complexo. Assim que vimos a chamada, decidimos levar o avô da Rachel de volta ao resort onde ele esteve há 30 anos e, de quebra, ter nossa primeira experiência em all-inclusives.

→ Como chegar

Assim que fechamos o pacote começamos a busca de como ir. O hotel oferece um transfer mas achamos caríssimo, cerca de 200 por pessoa e trecho. Resolvemos então, buscar uma alternativa mais em conta. Foi aí que achamos o blog Viagens que sonhamos, que conta nesse post “Como ir para o ClubMed Itaparica por conta própria“. Fizemos exatamente como no post e foi muito mais barato. Recomendamos.

→ Instalações

Como nunca fomos a outro resort, é difícil para nós dizer se o local é grande ou pequeno. A impressão que temos é que o tamanho é perfeito, já que as coisas não são tão concentradas nem tão grande que você não possa ir caminhando até os pontos de interesse.

As suítes são confortáveis, mas achamos um pouco estranho o fato de entrarmos pelo banheiro (oi?). Mas depois até que vimos utilidade, já que chegávamos molhados da praia/piscina e já íamos direto para o banho. Não molhava nem sujava o quarto todo. Havia muitos travesseiros, a cama era confortável e o ar-condicionado geladinho.

Um ponto negativo, ou não, é que o wifi é pago (30 reais por 24h). Segundo uma funcionária, a ideia é que você efetivamente se desconecte do trabalho.

Nossa cama

Nossa cama

O quarto

O quarto

O banheiro, reparem que a porta de entrada é a esquerda e o quarto a direita

O banheiro, reparem que a porta de entrada é a esquerda e o quarto a direita

Amenities

Amenities

A piscina tem um excelente tamanho e diversas profundidades, assim crianças menores e pessoas que não sabem nadar podem ficar dentro da água em segurança. Há um bar ao lado da piscina.

A praia do resort é linda e o mar não é agitado. De manhã, quando a maré está baixa, dá pra caminhar longas distâncias com a água nas canelas. Infelizmente vimos alguma sujeira na água, mas nada que impedisse o banho de mar.

A piscina no fim da tarde

A piscina no fim da tarde

Nós na praia

Nós na praia

A praia

A praia

→ Equipe

O ponto alto do resort é a sua equipe. Logo na chegada somos recepcionados com um suco gelado e muito animação pelo pessoal da recepção. Os funcionários estão sempre sorridentes e são extremamente solícitos. O pessoal que dá apoio nas atividades são pura animação e esse clima contagia até o mais mal-humorado dos hóspedes.

Animação na hora da hidroginástica

Animação na hora da hidroginástica

 

→ Comida           

Esse, talvez, tenha sido o ponto que mais nos decepcionou. Achamos que íamos chegar e comer camarões fritos na beira da piscina, mas isso não aconteceu.

O café da manhã era bem servido, com opções variadas: frutas, frios, café, sucos, pão diversos, ovos, salsicha, bacon, tapiocas, bolos e por aí vai. Muito farto.

O almoço funcionava no estilo buffet, com ilhas que serviam pratos diferentes (cada uma com um prato). Em todas as refeições há opções de peixe, carne e frango. Para quem não quisesse os pratos mais elaborados, havia acompanhamentos simples, como arroz, feijão, batata frita, farofa, legumes etc. O buffet de saladas era enorme. De sobremesa havia sorvetes (e um balcão com caldas, confetes e balas), além de doces como tortas, pudins, frutas e muito mais.

O jantar funcionava em um esquema bastante parecido com o almoço, mas também eram servidas pizzas feitas na hora e os cardápios pareciam um pouco mais elaborados. As comidas são saborosas, mas nada de imperdível. Comemos bem e ponto.

As bebidas, à exceção do vinho que deveria ser pedido aos garçons, ficam disponíveis para autosserviço. Servem-se refrigerantes, água, vinho, cerveja, café e sucos, à vontade.

No bar são servidas bebidas alcoólicas e não-alcoólicas ao longo do dia.

Durante a tarde tinha uma espécie de lanche do lado bar. Tinha cachorro quente, misto quente e algumas opções de bolo e cuscuz. Essa foi a maior decepção, pois os petiscos eram bem fracos.

Há uma tradição de uma vez por semana o jantar ser oferecido em uma área externa chamada “Bambuzal”. O cardápio em si não muda muito, mas foi muito agradável e as pessoas parecem mais sociáveis.

Mesa dos pães

Mesa dos pães

Uma das ilhas na hora do almoço

Uma das ilhas na hora do almoço

Sobremesas

Sobremesas

Jantar no Bambuzal

Jantar no Bambuzal

→ Atividades

Esse é um dos pontos altos. Há bastante diversão para a família. Para crianças há recreação o dia todo, de tudo um pouco. Pudemos ver as crianças bem empolgadas participando das atividades. Para os adultos também há bastante coisa a se fazer. E o melhor: tudo está incluído. Fizemos SUP (uma prancha no mar onde o objetivo é ficar em pé e remando), arco e flecha e hidroginástica. Havia também circo, vela, tênis, futebol e zumba. À noite acontece um mini show no teatro. O que assistimos além de bastante divertido era o dia da estréia ainda.

Não foi preciso aguardar para participar de nenhuma atividade, à exceção do SUP. Mas foi uma espera de no máximo 10 minutinhos pois todas as pranchas estavam sendo usadas.

Rachel no SUP

Rachel no SUP

Arco e flecha

Arco e flecha

Vela

Vela

Tênis

Tênis

Show de humor a noite

Show de humor a noite

→ Passeios

Havia pacotes sendo vendidos lá dentro para passear por Morro de São Paulo ou Salvador, no esquema de “bate e volta”. Nós não nos interessamos porque só tínhamos 3 dias no resort e achamos que não valeria a pena perder um dia da nossa hospedagem.

→ Conclusão

Os três dias que estivemos em Itaparica foram revigorantes. A praia, a piscina, as atividades de lazer, o calor da Bahia… Tudo isso cria um ambiente favorável para esquecermos o estresse e a correria do dia a dia e relaxar. Se tivermos outra oportunidade, certamente voltaremos.

 

Nos hospedamos no ClubMed em março de 2015.

 

______

Nos siga no Twitter: @blogviagemadois

Instagram: @blogviagemadois

Facebook: https://www.facebook.com/ViagemADois

E assine nossa newsletter aqui.

 

Publicado por Rachel e Luciano Guedes

Somos um casal apaixonado por viagens e que compartilha relatos e dicas voltados, não exclusivamente, para programas românticos. Todas as nossas dicas são baseadas em nossas experiências.

Siga
Snapchat
viagemadois

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.