Roteiro do Centro Histórico de Salvador (Pelourinho)

16 abr 2015

Salvador é uma cidade especial, cheia de belezas naturais e ótima gastronomia. Mas o local que mais nos impressionou foi seu centro histórico. O famoso Pelourinho e seus arredores, sem dúvida, é parada obrigatória de qualquer pessoa que esteja visitando a capital da Bahia.

A história do Pelourinho se confunde com a própria história de Salvador e do Brasil. Foi aqui que a cidade nasceu. Ao andar pelas ruas pode-se observar um imenso conjunto de construções barrocas típicas do Brasil Colônia. Há diversos museus e igrejas históricas na região. Também há uma intensa atividade comercial, voltada especialmente para os turistas, além de diversos restaurantes e pousadas.

Vamos colocar aqui o roteiro que sugerimos com base em duas visitas que fizemos.

Ambas as vezes que fomos ao Pelourinho chegamos de táxi. Vindo ali da região da Ondina/Rio Vermelho (onde nos hospedamos) dá cerca de 20 minutos e a corrida custou cerca de 30 reais. Uma vez saltamos na parte baixa do Largo do Pelourinho, subindo as ruas, e em outra saltamos em cima, no Largo Terreiro de Jesus. Achamos melhor você chegar pela parte baixa, pois aí você vai subindo e caminhando na direção do Elevador Lacerda, sem precisar subir uma segunda vez.

Roteiro:

1- Largo do Pelourinho (Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e Fundação Casa Jorge Amado)

2- Igreja e Convento de São Francisco

3-  Catedral Basílica Primacial São Salvador

4 – Monumento da Cruz Caída

5 – Elevador Lacerda e Palácio Rio Branco

6 – Mercado Modelo

Começamos nosso dia por volta das 10h da manhã. Nosso táxi nos deixou ao lado da Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Não entramos, apenas tiramos fotos do lado externo. A entrada é paga, cerca de 2 reais. Ela está aberta de segunda a sexta das 08h às 18h, sábado das 08h às 13h e domingo das 08h às 12h.

Largo do Pelourinho e a Igreja atrás

Largo do Pelourinho e a Igreja atrás

De lá seguimos para Fundação Casa Jorge Amado. A fundação é uma espécie de museu, contando a vida e a obra do autor baiano. Aqui você encontra detalhes sobre suas obras, objetos usados por ele e pode tomar um café. O ingresso custa 3 reais, mas às quartas a entrada é franca. Os horários são de segunda a sexta das 10h às 18h e sábado das 10h as 16h.

No Largo do Pelourinho também fica a famosa janela onde o Michael Jackson apareceu no clipe da música “They don’t care about us”. Fica até um MJ de papelão na tal janela.

A famosa janela

A famosa janela

Depois da Fundação Jorge Amado seguimos rumo a Igreja e Convento de São Francisco. No caminho há bastante comércio. Há todo tipo de artigos turísticos como imãs, canecas, camisas, pimentas, cocadas e cachaças. Há bastante quadros pintados por artesões, alguns bem bonitos. Até pensamos em comprar um mas como ainda íamos pra Itaparica ia ficar ruim de carregar.

A Igreja e Convento de São Francisco é um ponto alto nessa visita, sem dúvida. O templo barroco chama atenção devido à enorme quantidade de ouro utilizada na construção e nas obras de arte que o adornam. Aberto de segunda-feira das 09h às 17:30h, de terça a sexta das 09h às 16h, sábado das 09h às 17:30h e domingo das 10h às 15h.

O altar

O altar

O pátio do convento

O pátio do convento

Saindo de lá fomos em direção a Catedral Basílica Primacial São Salvador. Também não entramos, apenas tiramos fotos.

Catedral Basílica Primacial São Salvador

Catedral Basílica Primacial São Salvador

A próxima parada é no Monumento da Cruz Caída, na Sé, obra de Mário Cravo. No local antigamente ficava a Catedral da Sé, mas esta foi demolida para a passagem dos bondes. O local vale a visita principalmente por  conta da vista para a Baía de Todos os Santos.

O monumento e o visual

O monumento e o visual

Seguimos em direção ao Elevador Lacerda. Ficamos decepcionados quando da primeira visita pois achávamos que era um elevador panorâmico mas não. Você paga 15 centavos para descer por um elevador comum, todo fechado, mas é o jeito mais simples de descer para a Cidade Baixa. Como o elevador é tombado, acreditamos que não possa ser substituído por um elevador aberto. Aproveite para tirar fotos da Baía de Todos os Santos compondo com o elevador. A vista é até mais bonita que a da Cruz Caída. Aqui perto também está o Palácio Rio Branco (antiga sede do governo da Bahia).

Dica deliciosa: antes de entrar no Elevador Lacerda, ao lado direito de quem entra, fica uma sorveteria bem simples, mas que tem um maravilhoso sorvete de tapioca.

IMG_1751

Aos pés do Elevador Lacerda está o famoso Mercado Modelo. Aqui você encontra temperos, pimentas, comidinhas, além de lembrancinhas de viagens e muito artesanato. Aqui que compramos as famosas cocadinhas. Há restaurantes no próprio mercado, mas você também pode almoçar pelas redondezas.

Saindo do Mercado fomos andando até o premiado restaurante Amado, considerado por muitos como o melhor de Salvador, que fica a cerca de 800 metros do Mercado, próximo a Marina. Já exaustos encerramos nosso dia e voltamos para o hotel.

Vista do almoço

Vista do almoço

P.S.: Além dos lugares que indicados, há dois pontos na região do Pelourinho que deixamos de visitar em razão do pouco tempo que tivemos disponível na cidade: o Solar Ferrão, que abriga o Museu Abelardo Rodrigues (voltado para Arte Sacra) e o Museu Afro-brasileiro, voltado para a divulgação de temas relacionados à cultura negra. O Solar Ferrão fica na Rua Gregório de Matos com Ladeira do Ferrão, bem próximo à Fundação Casa de Jorge Amado. Já o Museu Afro-brasileiro fica no Largo Terreiro de Jesus, no caminho entre a Igreja de São Francisco e o Elevador Lacerda.

Compartilhe sua dica de Salvador conosco aqui nos comentários! 😉


______

Nos siga no Twitter: @blogviagemadois

Instagram: @blogviagemadois

Facebook: https://www.facebook.com/ViagemADois

E assine nossa newsletter aqui.

Publicado por Rachel e Luciano Guedes

Somos um casal apaixonado por viagens e que compartilha relatos e dicas voltados, não exclusivamente, para programas românticos. Todas as nossas dicas são baseadas em nossas experiências.

Siga
Snapchat
viagemadois

Veja também:

comentários

  1. Adoramos Salvador, é um dos lugares que mais recomendo, e foi onde eu comi a melhor cocada da minha vida!

    • Ah, que legal Cristina. Onde foi a cocada? Você lembra? Nos também adoramos Salvador! Where is voltar.

  2. Cris
    04 jan 2016

    Obrigada pelas dicas. Vou pra lá dia 7, pela primeira vez! já estou amando!!
    Tenho uma missão a cumprir: trazer uma tal de castanha caramelada para o médico que salvou minha vida em 2015 (ele pediu!)… sabe onde tem??

    • Rachel e Luciano Guedes
      05 jan 2016

      Oi, Cris. Ficamos felizes que tenha gostado do post. Sobre a castanha caramelada acho que você encontra na rua mesmo, busque lá perto do Pelourinho que você deverá achar, não deve ser difícil! 😉 Como não compramos fica difícil dar uma dica de compre em tal lugar. Boa viagem!

    • Diorlanda
      03 set 2019

      Amei o post casal!! mas como baiana que sou, devo dizer que a foto creditada como Catedral Basilica acima, em verdade trata-se da Igreja de São Francisco.. rs Voltem sempre, como diz Caetano, a Bahia tem um jeeeeitooo

      • Rachel e Luciano Guedes
        23 out 2019

        Obrigado pela correção. Vamos arrumar no post! <3

  3. Jéssica Karpinski
    14 ago 2017

    Muito bom! Adorei.
    Tenho muita vontade de conhecer Salvador.

    • Oi, Jéssica! Ficamos felizes que tenha gostado do post. Com certeza vale a pena conhecer Salvador! 🙂

  4. HELENI DA SILVA
    28 ago 2018

    Oi, adorei o post, mas apenas uma dúvida.
    Da para fazer este percurso, entre pelourinho e mercado modelo a pé? Ou de lá precisa de algum deslocamento de uber?

    • Oi, Heleni. Dá para fazer a pé sim. É bem pertinho. Nós fomos pelo Elevador Lacerda, quando vc desde já está bem pertinho. Super tranquilo. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.