Fazendo um cruzeiro a partir de Miami

28 maio 2015

Eu sempre quis fazer um cruzeiro! Sempre achei chique, glamouroso e… CARO! Inatingível! Até que no ano passado surgiu uma oportunidade (leia-se: promoção de passagens) de irmos a Miami mais uma vez. Era nosso aniversário de casamento. Comecei, então, a pesquisar possíveis passeios legais de se fazer a partir de lá… e eis que a oportunidade (leia-se: promoção – de novo!) apareceu mais uma vez, seguida pela palavrinha mágica: Cruzeiro!

Fiquei ENCANTADA com os preços! Juro! E aqui começam as minhas dicas:

Era possível embarcar para navegar durante 4 dias pelas azuis águas caribenhas das Bahamas (passando por 2 ilhas paradisíacas e a capital Nassau), com all inclusive, pagando R$200 por pessoa (sim, DUZENTOS REAIS!!!). Óbvio que devia ser a cabine mais ao fundo do navio… mas por esse preço, já fomos, concorda? A oferta era para o “Norwegian Sky”, que acabou sendo nossa única opção para o período/tempo de viagem que tínhamos. Meu marido escolheu uma cabinezinha melhor, com varanda, já que era nosso primeiro cruzeiro e em uma data especial; mesmo assim, pagamos surreais R$700 por pessoa, parcelados!!

Cruzeiro em Miami

Felicidade

<3

<3

Aí vem o 1º segredo: se você nunca fez um cruzeiro – como eu até então – deve achar que a cada parada, basta botar sua bela roupinha de banho, descer do navio e desbravar os arredores, certo? ERRADO! Cada saída sua da embarcação, deverá necessariamente estar atrelada a um pacote de passeio comprado internamente, que varia entre US$39 e US$259 (sim, dólares!); de um simples city tour a aventuras radicais ou mergulhos ultra profissionais com golfinhos e afins; ou seja, 3 paradas, um pacote para cada. Portanto, se quiser fazer um cruzeiro, inclua todos esses gastos na listinha.

Cruzeiro em Miami

Cruzeiro em Miami

Itens essenciais

O 2º segredo é: sabe aqueles jantares super chiques, restaurantes especiais, festa com o comandante, fotos mega produzidas a la Kate Winslet e Leo Di Caprio em Titanic e etc..?  Tudo pago por fora! E CARO! O tal jantar de gala, se não me engano, era uns US$90 por pessoa (no “meu” navio, tá gente?!). Ou seja, quer participar? Põe na listinha!

A boa notícia é que se você não faz questão dessas coisas, dá sim para se divertir e muito! O navio tem tudo! Piscinas, ofurôs, um restaurante razoável servindo todas as refeições o dia todo, máquina de sorvete e suco liberados (refrigerantes e bebidas alcoólicas também são pagos à parte), academia, salão de jogos, quadra esportiva, teatro, festas animadas, ambientes mais reservados com musiquinha ao vivo; enfim, atração realmente não vai te faltar! E essas sim, estão incluídas! É como se você estivesse em um resort em alto mar. Eu AMEI a experiência! Mesmo com as “surpresinhas”, valeu muito a pena (inclusive financeiramente)! Certeza que foi só o primeiro de muitos que virão, se Deus quiser!

Cruzeiro em Miami

Cruzeiro em Miami

O navio ao fundo

Vamos, então, às dicas práticas:

  • Se você alugou um carro para rodar pela cidade, fique ligado porque algumas companhias oferecem um shuttle gratuito AEROPORTO/PORTO/AEROPORTO, o que facilita bastante a vida. O ônibus te deixa na entrada do seu navio. Nós fechamos com a Alamo (pra nós, a melhor locadora de Miami) e foi excelente!
  • Pretende colocar uma roupa mais à vontade e curtir piscina e dependências do navio logo depois do embarque? Coloque-as na sua mala de mão. Antes do check-in, na chegada ao porto, você entregará as bagagens aos encarregados (imprima os tickets de casa, um para cada mala) e elas serão deixadas na porta da sua cabine ATÉ as 22h do mesmo dia. Ou seja, garanta o necessário para as próximas horas em mãos.
  • No momento do check-in, você receberá um cartão que será sua ID a partir daquele momento; será usado para compras (o débito será encaminhado ao cartão de crédito indicado na entrada) e identificação para ir e vir dentro e fora do navio. Não perca POR NADA!!!!!!!
  • Não leve FERRO DE PASSAR ou de qualquer outro tipo!!! Louco, né? Mas é verdade! Levei um portátil bi-volt que tínhamos e minha mala ficou retida (descobri depois de horas achando que tinha sido extraviada/perdida/roubada… todas chegavam, menos ela). Era o ferro! Tive que deixá-lo num guarda-volumes para retirar na saída! ÓBVIO que esqueci e perdi, né?
  • Se prepare para muitas sirenes e simulações de situações de “pânico”. Felizmente, você só precisa participar da primeira, logo na chegada, que mostrará para onde você deve se encaminhar em caso de acidente e evacuação. As outras são só para a tripulação.
  • Nunca se atrase para a saída dos passeios fora do navio! Eles pedem que você chegue com pelo menos 15 minutos de antecedência e NÃO ESPERAM! Perdeu, já era… e vai pagar!
  • Se quiser usar a internet durante sua viagem, prepare mais uma boa grana extra. Eles oferecem uns pacotes por minuto, bem caros, e que só funcionam em determinados lugares do navio – que obviamente não são a sua cabine, seria fácil demais.

Por fim, aproveite o pôr-do-sol, as belas paisagens e ande sempre com a câmera fotográfica para registrar uma das experiências mais legais da vida! Divirta-se!!

______

Nos siga no Twitter: @blogviagemadois e @aurora_bello

Instagram: @blogviagemadois e @aurorabello

Facebook: Viagem a Dois e Aurora Bello

E assine nossa newsletter aqui.

Publicado por Aurora Bello

Aurora Bello tem 30 anos, é jornalista e apresentadora de TV. Assume-se, sem constrangimento, completamente viciada em viagens. Desfruta cada processo, do planejamento minucioso por conta própria, à execução do roteiro, incluindo o mergulho em novas culturas e na rotina dos locais. Já passou por 12 países, centenas de cidades, e vive ansiosa pelo próximo destino.

Siga
Snapchat
viagemadois

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.