O que ver em Florença

10 set 2014

Florença é a capital da arte renascentista. Concentra obras de grande nomes do renascimento italiano como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Botticelli. Também é mundialmente conhecida por ser a cidade natal do poeta Dante, autor de “A Divina Comédia”. E é essa a principal razão que traz milhões de turistas de todo o mundo à cidade.

A cidade tem muito a oferecer e é possível passar dias e dias explorando o imenso acerto histórico e artístico que a cidade possui. Infelizmente o pouco tempo que tivemos na cidade e o tempo ruim que pegamos não nos permitiu explorar Florença como gostaríamos. Mas vamos deixar aqui uma pequena lista com os lugares que achamos mais interessantes para quem passa por lá.

1. Santa Maria del Fiore (Catedral, Batistério e Campanile)

O “complexo” de Santa Maria del Fiore conta com a belíssima Catedral, cuja construção se iniciou no século XIII. É possível subir até o alto da cúpula. Nós não fizemos a subida porque subimos o Campanile (muitos e muitos degraus) e fomos recompensados com uma chuva torrencial que não nos permitiu ter a vista que gostaríamos. O Batistério é famoso por suas portas, tendo a principal delas (a Porta do Paraíso) sido substituída por uma réplica e a original sido levada para o Museo Opera del Duomo. Aliás, as belíssimas portas já valem a visita ao museu.

Batistério

Batistério

Santa Maria Del Fiore

Santa Maria Del Fiore

2. Basilica de Santa Croce

Esta basílica supuestamente foi fundada por São Francisco de Assis. É conhecida como Panteão das Glórias Italianas, em razão de estarem ali enterrados ilustres italianos como Michelangelo, Galileo, Maquiavel e Rossini.

3. Ponte Vecchio

A Ponte Vecchio foi construída no século XIV e, desde então, abriga comerciantes. Hoje o cenário é dominado por joalharias e ourivesarias. Pare por ali para tirar fotos ou para comprar um presente para seu(sua) amado(a). Os preços são salgados nas vitrines, mas perguntando é possível encontrar peças com preços mais atrativos. A irmã da Rachel encontrou um lindo cordão, com um preço razoável e não conseguiu resistir.

Ponte Vecchio

Ponte Vecchio

Nós com a Ponte Vechhio atrás

Nós com a Ponte Vecchio atrás

As lojinhas da Ponte Vecchio

As lojinhas da Ponte Vecchio

4. Palazzo Pitti

Este imponente palácio renascentista foi projetado ainda no século XV, mas ganhou seu formato atual apenas no século XVII. Atualmente se tornou um complexo museológico, abrigando, por exemplo, a Galeria Palatina e os museus da Prata e da Porcelana. O destaque do palácio são os Apartamentos Reais, usados pela Família Médici e seus sucessores. Infelizmente nossa agenda estava apertada e apenas passamos pela frente do palácio sem entrarmos para conhecê-lo melhor.

Em frente ao palácio, uma grata surpresa. Um prédio simples ostentava uma placa informando que um dos maiores escritores de todos os tempos, o russo Dostoiévski, escreveu “O Idiota” ali.

Placa no edifício onde morou Dostoiévski

Placa no edifício onde morou Dostoiévski

5. Galeria degli Uffizi

A Galeria degli Uffizi é, sem dúvida, um dos museus mais importantes do mundo. Ao longo das mais de 50 salas do palácio onde funciona, estão concentradas obras-primas da arte italiana. Ali estão expostas obras de Botticelli, Caravaggio, Goya, Da Vinci, Michelangelo e Rafael. Fique atento pois as filas imensas justificam a compra do Firenze Card. Leia mais sobre o Firenze Card aqui.

6. Piazza della Signoria e Palazzo Vecchio

O Palazzo Vecchio teve sua construção iniciada no século XII e, após diversas intervenções, ganhou sua aparência atual no século XIV. A maior parte do palácio é ocupada por um museu, mas o lugar também funciona como sede da prefeitura de Florença. As torres são abertas à visitação. Você pode comprar ingressos apenas para a torre ou para o museu, além de ingressos que combinem as atrações.

O palácio fica de frente para a Piazza della Signoria, um verdadeiro museu ao ar livre. Ali estão expostas diversas estátuas, com destaque para Netuno e a réplica de Davi. Na praça também fica a Loggia dei Lanzi, um edifício aberto com algumas das mais famosas estátuas florentinas. Esse é, na nossa opinião, um dos lugares mais interessantes da cidade. Vale a pena ficar lá por um tempo, mas não fique só nas fotos. Gaste um tempo contemplando as obras.

Palazzo Vecchio

Palazzo Vecchio

Loggia dei Lanzi

Loggia dei Lanzi

Rachel e Camilla com a réplica de Davi.

Rachel e Camilla com a réplica de Davi.

7. Galleria dell’Accademia

A Galeria da Academia foi criada em 1784, já com um acerto admirável. Recebe obras que vão desde o bizantino dos anos 1300 até os 1700. O destaque do museu fica com a estátua que é considerada a obra-prima da arte ocidental:  “David” de Michelangelo.

8. Piazzale Michelangelo

A Piazzale Michelangelo foi construída no fim do século XIX em homenagem a Michelangelo e contém uma réplica de sua obra-prima, Davi.  A vista é de tirar o fôlego. De lá de cima é possível avistar grande parte de Florença e alguns dos principais pontos turísticos, como a Catedral e a Ponte Vecchio. Para chegar lá tomamos um táxi, mas é possível subir a pé (se tiver disposição) ou de ônibus.

Nos despedindo de Florença com estilo

Nos despedindo de Florença com estilo

Essa vista é incrível

Essa vista é incrível

 

É claro que Florença tem muito mais para se explorar, mas estes lugares constituem, na nossa opinião, aqueles lugares de visitação obrigatória para quem passa pela capital da Toscana.

 
______

Nos siga no Twitter: @blogviagemadois

Instagram: @blogviagemadois

Facebook: https://www.facebook.com/ViagemADois

E assine nossa newsletter aqui.

Publicado por Rachel e Luciano Guedes

Somos um casal apaixonado por viagens e que compartilha relatos e dicas voltados, não exclusivamente, para programas românticos. Todas as nossas dicas são baseadas em nossas experiências.

Siga
Snapchat
viagemadois

Veja também:

comentários

  1. É a cidade mais linda que conheço na Itália!!! Ainda é proibido tirar a foto de Michelângelo dentro da galeria?
    Firenze é uma grande obra de arte, né?! Muito bom ler esse post e ver essas fotos lindas 🙂
    Bjs

    • Oi! Então, na época que fomos não podemos tirar fotos não, mas já li falando que liberaram! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.